Conecte-se conosco

Geral

10º Fórum Social Pan-amazônico: tecer esperanças nas Amazônias

Publicado em

em

De 28 a 31 de julho, acontece no campus da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, o 10° Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA), enquanto espaço de articulação dos povos e movimentos sociais para a incidência e a resistência política e cultural frente ao modelo de desenvolvimento neoliberal, neocolonial, discriminador, racista e patriarcal.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG) e as Federações dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares dos nove Estados que compõem a Amazônia Legal (Pará, Maranhão, Tocantins, Amazonas, Rondônia, Acre, Amapá, Roraima e Mato Grosso) estarão presentes nas Tendas e contribuirão com as atividades autogestionadas.

A CONTAG e Federações da Amazônia Legal em articulação com a Central Única dos Trabalhadores(as) (CUT/PA), o Movimento Sem Terra (MST), o Movimento de Atingidos por Barragem (MAB), o Movimento Popular pela Soberania na Mineração (MAM) e o Movimento de Pequenos Agricultores (MPA) realizam também em Belém, no dia 29, o Grito da Amazônia, sendo mais uma ação estratégica Sistema Confederativo (Sindicatos, Federações e CONTAG) no X FOSPA por reforma agrária, pesquisa e fortalecimento da Agricultura Familiar.       

“O X Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA) será um importante e necessário espaço para que o Brasil se torne a maior potência verde e não um vilão da exploração de recursos naturais em áreas de preservação; de perseguição, ameaças e assassinatos dos povos tradicionais (agricultores(as) familiares, extrativistas, ribeirinhos(as), indígenas, quilombolas, entre outros) e de defensores(as) da floresta em pé, como foi o caso dos assassinatos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira enquanto trabalhavam na Terra Indígena do Vale do Javari, no Amazonas”, pontua o secretário de Formação e Organização Sindical da CONTAG, Carlos Augusto Silva (Guto).

Desmatamento só aumenta na região

Recentes dados preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram de janeiro a junho deste ano, 3.988 quilômetros quadrados foram desmatados na Amazônia (uma área maior que três vezes a capital do Rio de Janeiro, alcançando um recorde nos primeiros seis meses do ano, se comparado ao mesmo período de 2021.  

“O aumento do desmatamento e das queimadas e da exploração da Amazônia é resultado da atual política de retrocessos conduzida pelo presidente da república que reduziu o poder dos órgãos de fiscalização, faz diversas menções à exploração de recursos naturais na Amazônia e ainda questiona dados oficiais sobre o desmatamento. Portanto, o X Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA) será fundamental para contrapor os discursos de Bolsonaro e evitar mais retrocessos no futuro”, pontua a secretária de Meio Ambiente da CONTAG, Sandra Paula Bonetti.

Também como consequência da atual política do governo federal, a 36ª edição do relatório da CPT registrou em 2021 no Brasil, 1768 ocorrências de conflitos no campo, com 897.335 pessoas envolvidas e 35 assassinatos. Desse total, 80% dos assassinatos foram na Amazônia Legal.

Parte do Fórum Social Mundial, o FOSPA em suas nove edições, sempre aconteceu em cidades amazônicas, do Brasil, da Venezuela, da Bolívia, do Peru e da Colômbia. Sempre se afirmando como lugar de fortalecimento das lutas dos povos e contra o avanço neoliberal e conservador na região.

Amazônia, importante para o Brasil e para o mundo

A Amazônia influencia o equilíbrio ambiental de todo o planeta, sendo o maior depósito de biodiversidade do Planeta, onde inúmeras substâncias estão sendo pesquisadas para o desenvolvimento da ciência global. Além de ser um grande sistema gerador de água, por meio dos chamados rios voadores com a transposição da massa de umidade para o centro do continente, interferindo na regulação climática e nas chuvas, em todo o continente, entre outras riquezas que precisam ser salvas e conservadas por toda a humanidade.

Fonte: Contag

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Banco de Alimentos divulga à comunidade o projeto +Q Pão

Publicado em

em

Iniciativa envolve entidades parceiras e integra ações da Cozinha Experimental, em Caxias do Sul

A Diretoria de Segurança Alimentar da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) está divulgando junto à comunidade e entidades parceiras o projeto +Q Pão. A ação, que entrou em funcionamento piloto em junho, consiste em disponibilizar a Cozinha Experimental do Banco de Alimentos e a estrutura técnica da unidade para a produção de pães por parte de instituições sociais.

A ideia surgiu da equipe de Segurança Alimentar, preocupada com a demanda crescente por alimento para famílias em vulnerabilidade social no Município. Agora, uma vez por semana, a Cozinha Experimental é aberta às entidades cadastradas para produção de pão. Porém, antes da produção propriamente dita, todos os participantes da atividade passam por uma capacitação de boas práticas para realizar o trabalho.

O objetivo é capacitar pelo menos quatro instituições a cada mês para a produção de pão. “É um projeto no qual acreditamos e que tem profundo envolvimento social. A entidade pode produzir os pães para consumo próprio ou distribuição para as famílias cadastradas”, explica a diretora técnica de Segurança Alimentar da SMAPA, Cristina Fabian Gregoletto. Segundo ela, as primeiras experiências vêm dando certo e a produção semanal chega a 40 quilos de pão.

A diretora lembra que a iniciativa só está sendo possível graças aos parceiros do Banco de Alimentos. Os equipamentos da Cozinha Experimental foram doados pelo Instituto Elisabetha Randon e pela empresa G. Paniz, enquanto a Orquídea Alimentos fornece a farinha de trigo. A Azevedo Ribeiro Cia. Ltda. e a Roseflor Alimentos também são parceiras do Banco e dos programas de Segurança Alimentar. Mais informações pelo WhatsApp do Banco de Alimentos: (54) 9 8429-6291.

Continue lendo

Geral

Cerest/Serra e Ministério Público do Trabalho promovem capacitação sobre notificação de acidentes e doenças do trabalho

Publicado em

em

Ação teve participação de 70 representantes de empresas de municípios da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (5ª CRS)

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Caxias do Sul (Cerest/Serra) promoveu, em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT), uma capacitação voltada a empresas que contam com ambulatório de saúde para atendimento aos trabalhadores. O objetivo foi conscientizar sobre a importância e obrigatoriedade da notificação no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) de acidentes e doenças do trabalho atendidos em ambulatórios próprios.

A ação teve a participação de representantes de 70 empresas de municípios da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (5ª CRS). As palestras foram ministradas por Cirlene Zimmermann, procuradora do Trabalho do MPT e coordenadora nacional da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat) e pela equipe do Cerest/Serra.

O Sinan é alimentado em todo o país para promover a investigação de casos de doenças e agravos que constam da lista nacional de doenças de notificação compulsória. A capacitação ocorreu na última sexta-feira (23/09).

Continue lendo

Geral

Eduardo Shinyashiki é o palestrante da edição de outubro do projeto Liderança com Valores, da ADCE Caxias do Sul

Publicado em

em

Com o tema ‘A Difícil Arte da Simplicidade’, o evento será realizado no dia 05 de outubro, no UCS Teatro

A Difícil Arte da Simplicidade é o tema da próxima edição do projeto Liderança com Valores da ADCE Caxias do Sul, que será realizada no dia 05 de outubro (quarta-feira), no UCS Teatro (Rua Francisco Getúlio Vargas, 1130 – Petrópolis), em Caxias do Sul. Esta edição terá a participação do líder educador Eduardo Shinyashiki. O evento inicia às 19h com acolhimento dos convidados e abertura oficial às 19h30. Para participar, é necessário adquirir ingresso pelo site Sympla, no valor de R$40. As vagas são limitadas e o convite é destinado à comunidade caxiense e de toda a região da Serra Gaúcha.

O projeto Liderança com Valores é realizado cinco vezes por ano e aborda conteúdos de interesse social, familiar, econômico e empresarial. O palestrante desta edição será o mestre em neuropsicologia, especialista em desenvolvimento das competências de liderança organizacional e pessoal, Eduardo Shinyashiki. “Para trilharmos os caminhos do sucesso, seja na vida pessoal ou profissional, enfrentamos desafios diários. Ser um bom líder é essencial para alcançar as conquistas e o reconhecimento almejado”, ressalta Shinyashiki.

Lisandra De Bona, coordenadora do projeto Liderança com Valores, explica que o evento oferece à sociedade novas oportunidades de crescimento pessoal e profissional, de expandir as possibilidades para o futuro e proporciona momentos de conhecimento e reflexão para a comunidade. “O projeto tem como objetivo instigar o público a implementar uma nova realidade no seu dia a dia, por meio de palestras com grandes exemplos de superação para o mundo dos negócios e simboliza uma oportunidade no processo de traçar um futuro promissor”, ressalta De Bona.

Acompanhe a entrevista no programa cotidiano abaixo

Continue lendo