fbpx
Conecte-se conosco

Saúde

Saúde alerta: número de focos do mosquito da dengue segue em alta em Caxias do Sul

Publicado em

em

São 453 focos identificados e bloqueados no ano; número de pessoas que viajaram e voltaram com dengue também aumentou: são 14 casos em 2023

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) atualiza a situação da dengue no Município e mantém o alerta para a população. O número de focos do mosquito transmissor chegou a 453, todos identificados e bloqueados. Esse número é mais da metade do total de todo o ano passado, quando foram encontrados 728 focos. Os casos de dengue importada, ou seja, de pessoas que viajaram para outras localidades e voltaram para Caxias do Sul com a doença, também aumentaram: são 14 em 2023. Não há pacientes internados.

Não foram registrados casos de dengue contraídos no município (casos autóctones). Mesmo assim, a Secretaria da Saúde alerta que há circulação da doença na cidade, uma vez que pode haver transmissão local pois ela ocorre pela picada do mosquito Aedes aegypti.

“Ressaltamos a importância de ficarmos alertas diante dos casos de dengue e da infestação pelo mosquito Aedes, visto que Caxias tem em 2023 tem 14 casos positivos de dengue sendo dois deles graves, em que os pacientes necessitam de internação e manejo maior dos sintomas. Não tivemos nenhum óbito, mas estamos em alerta, visto que estamos infestados pelo mosquito. Se o mosquito picar uma pessoa infectada, pode iniciar um surto da doença na cidade. Então reforçamos a necessidade de controle do mosquito e, sempre que houver sintomas característicos de dengue, procurar atendimento médico, seja público ou privado para que façamos o acompanhamento. Não estamos livres de surtos futuros, visto que há mosquitos e pessoas com a doença na cidade”, aponta Magda Beatris Teles, diretora da Vigilância Epidemiológica.

A Vigilância Ambiental em Saúde mantém visitas domiciliares pelos agentes de combate às endemias, além do monitoramento periódico de 199 pontos estratégicos, onde há grande probabilidade de formação de pontos de água parada, como cemitérios, borracharias e ferros-velhos. A Secretaria da Saúde também orienta que a população faça o trabalho preventivo em casa, que consiste na eliminação de quaisquer recipientes com água parada (local onde o mosquito se reproduz).

No dia 27 de abril ocorre um Bota-Fora no bairro Reolon, realizado pela Codeca. O bairro é um dos que têm maior número de focos e apresenta risco médio de infestação pelo mosquito Aedes aegypti, conforme apontou o Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (Liraa), realizado de 27 de março a 4 de abril. No dia da ação a equipe da Codeca fará o recolhimento de móveis, sofás, colchões, eletrodomésticos, pneus e madeiras, que devem ser depositados pelos moradores nesse mesmo dia, nas ruas onde passa o ônibus. Não serão recolhidos entulhos de obras (concreto, tijolo, cerâmica, lajota, pedras).

Foto por Luís Carlos da Silva Júnior/Divulgação

Sintomas da dengue

Pessoas com febre por dois a sete dias (39 a 40 graus), dor de cabeça, dor nas articulações ou dor atrás dos olhos devem buscar atendimento médico. Todas as UBSs estão capacitadas para atendimento.

Dicas para evitar a proliferação do mosquito:

– esvaziar as caixas d’água da chuva e colocar telas nos ladrões e o cano de entrada da calha dessas caixas;

– instalar telas em ralos externos, de sacadas e de áreas de serviço;

– secar piscinas plásticas e guardá-las em local coberto;

– manter piscinas fixas com tratamento de cloro;

– limpar sacadas de apartamentos vazios, pois as folhas tapam os ralos e acumulam água nas sacadas;

– recolher lixos, ensacá-los e colocá-los para a Codeca recolher no dia correto;

– limpar terrenos baldios;

– recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva, ou encaminhá-los à Central de Armazenamento de Pneus Inservíveis da Codeca;

– não manter pratinhos em vasos de plantas;

– guardar brinquedos em locais cobertos;

– não guardar água da chuva em baldes, tonéis e regadores.

CASOS DE DENGUE

– Contraídos no município (autóctones): nenhum

– Contraídos fora do município (importados): 14 casos.

Foram registrados nos bairros: Rio Branco (2), Ana Rech, Nossa Senhora de Fátima, São Caetano, Nossa Senhora da Saúde (2), Jardim Eldorado, Sagrada Família, Pio X, Pioneiro, Exposição, Serrano e Marechal Floriano.

FOCOS DO MOSQUITO TRANSMISSOR: 453

Distribuição dos focos por bairro:

  • Cruzeiro: 53
  • Charqueadas: 40
  • Pio X: 27
  • Nossa Senhora de Fátima e São Victor Cohab: 23
  • Colina Sorriso e Pioneiro: 20
  • Mariani: 15
  • Cidade Nova, Floresta e Reolon: 19
  • Planalto: 12
  • Nossa Senhora da Lourdes, Santa Lúcia e Sagrada Família: 11
  • Jardim de Lagoa (Desvio Rizzo) e São Pelegrino: 10
  • Marechal Floriano e São Caetano: 08
  • Esplanada e Santa Lúcia Cohab: 07
  • Centro, Santa Catarina e São José: 05
  • Cristo Redentor, Galópolis, Madureira e Kayser: 04
  • Cinquentenário, Rio Branco, Santa Fé, São Leopoldo, Universitário e Vinhedos: 03
  • Bela Vista, Forqueta, Jardim do Shopping, Medianeira, Monte Carmelo, Salgado Filho, Santa Teresa (Desvio Rizzo), São Luiz da 6ª Légua, Vila Cristina e Tijuca: 02
  • Cidade Industrial, Exposição, Jardim América, Linha 40, Panazzolo, Petrópolis, Presidente Vargas, São Cristóvão, Santos Dumont, Vila Mari (Planalto) e Vila Verde (Planalto): 01

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura amplia horário para vacinação contra gripe a partir de segunda (20/05)

Publicado em

em

Sete UBSs passam a vacinar até 20h

Para facilitar o acesso da população, a Prefeitura de Caxias do Sul por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) amplia, a partir de segunda-feira (20/05), o horário de vacinação contra gripe (Influenza). As sete Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de horário estendido passam a aplicar essa vacina até as 20h. Antes o horário era até 18h.

Assim, as sete UBSs que passam a vacinar contra a gripe até mais tarde são Cinquentenário, Cruzeiro, Desvio Rizzo, Eldorado, Esplanada, Reolon e Vila Ipê. Nas demais UBSs do Município o horário segue sendo das 8h às 15h (exceto Centenário e Vila Cristina, temporariamente fechadas, e Sagrada Família, com problemas na câmara de vacinas).

A diretora técnica da Vigilância Epidemiológica, Magda Beatris Teles, lembra que a cobertura vacinal dos grupos prioritários em Caxias do Sul no momento é de 38% e destaca a importância da vacinação também diante do aumento de internações pela doença em todo o Rio Grande do Sul e do esse cenário de pessoas abrigadas, bem como da chegada do período do frio.

“É uma estratégia para que a população de Caxias consiga se deslocar fora do seu horário de trabalho, para se organizar de uma maneira mais prática, lembrando que a vacina está aberta para todas as pessoas acima de seis meses de idade e reforçando a necessidade dos grupos prioritários, principalmente crianças, idosos e gestantes, que estão dentro da população de risco para agravamento das doenças respiratórias, internação e de eventualmente ocorrer óbito. É um convite para a população caxiense procurar as unidades e colocar em dia o seu cartão vacinal”, explica Magda.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza ocorre até 31 de maio.

Continue lendo

Saúde

Dia D tem 4 mil pessoas imunizadas contra a gripe

Publicado em

em

Também foram aplicadas 409 doses do calendário de rotina

O Dia D de vacinação contra a Influenza teve 4 mil pessoas imunizadas contra a gripe. Todas as UBSs abriram neste sábado (06.04) para atender ao público. Também foram aplicadas 409 doses do calendário de rotina de vacinas.

Antes das 9h, hora que iniciava o atendimento, a UBS Cruzeiro tinha fila na porta. A senhora Carmem Trentin, 62 anos, foi a primeira a ter a dose contra a gripe aplicada. Ela relatou que é cuidadora de uma idosa e entende que fazer a vacina é uma forma de se proteger, mas também proteger a pessoa de quem ela cuida. Carmem disse ainda que aprova a ação do sábado, porque facilita o acesso para quem trabalha durante a semana.

A vice-prefeita, Paula Ioris, e a diretora de Atenção Básica da Secretaria Municipal da Saúde, Juliana Argenta, acompanharam o início da vacinação no local.

O movimento foi intenso em muitas UBSs, especialmente de idosos e crianças, que são dois grupos dentro dos públicos prioritários. Por enquanto a campanha é exclusiva para esses públicos vai até 31 de maio.

O Dia D deste sábado foi uma iniciativa da Prefeitura de Caxias. Outro dia D, este nacional, ocorre no próximo sábado, dia 13 de abril, das 8h às 17h, também em todas UBSs. A vacina contra a gripe também está disponível nas UBSs de segunda a sexta.

Doses de vacina aplicadas no Dia D

  • Contra Influenza: 4.000
  • Vacinas do calendário de rotina: 409
  • Total: 4.409

Foto por Rodrigo Rossi

Continue lendo

Saúde

Prefeitura inaugura ambulatório trans na próxima semana.

Publicado em

em

O ambulatório é uma das metas previstas no Plano Municipal de Saúde, pois foi elencado como uma das demandas dos participantes da Conferência Municipal de Saúde

A Prefeitura de Caxias do Sul inaugura, na próxima semana, mais um serviço inédito no Município: o Serviço Ambulatorial Especializado no Processo Transexualizador – Ambulatório Trans de Caxias do Sul, para atendimento da saúde integral de homens e mulheres trans e travestis. O objetivo é acolher, orientar e proporcionar acesso para que as pessoas trans possam realizar o tratamento de hormonioterapia em segurança, sem riscos à saúde. O serviço é vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A inauguração ocorre no dia 12/04, às 15h30, no primeiro andar do Centro Especializado de Saúde (CES).

A criação do ambulatório é uma das metas previstas no Plano Municipal de Saúde, pois foi elencado como uma das demandas dos participantes da Conferência Municipal de Saúde. Esse modelo de serviço busca atender de forma integral a população trans, orientando em suas necessidades de saúde física, mental e social, ofertando a terapia hormonal com assistência qualificada. O serviço do ambulatório será completo, com oferta de acolhimento, consulta psicológica e de enfermagem, avaliação e acompanhamento médico, consulta farmacêutica, encaminhamento para exames, aplicação e dispensação de hormônios.

O ambulatório contará com equipe multidisciplinar formada por médico, enfermeiro, psicólogos, assistente social e farmacêutico. O público-alvo são pessoas de 18 anos ou mais residentes de Caxias do Sul.

“É papel da Secretaria Municipal da Saúde enxergar o ser humano em sua integralidade. O ambulatório trans surge para possibilitar o acesso ao tratamento de hormonioterapia sem que o paciente se exponha a riscos importantes à sua saúde. Agradecemos a todos os parceiros que se envolveram para que esse projeto se tornasse realidade”, salienta a secretária municipal da Saúde, Daniele Meneguzzi.

Todos os profissionais de saúde atuantes no serviço são vinculados à Secretaria Municipal da Saúde. O ambulatório ocupa estrutura preexistente no CES. A aquisição de medicamentos, conforme protocolo de hormonização, foi realizada com recurso de R$1,5 milhão de emenda de custeio encaminhada pela deputada Fernanda Melchionna. A criação do ambulatório teve apoio de promotores de saúde LGBTQIA+, ativistas e representantes da sociedade civil.

Foto por Maicon Duarte, banco de dados

Continue lendo