fbpx
Conecte-se conosco

Saúde

Município de Caxias sinaliza com intervenção no Hospital Pompeia

Publicado em

em

Medida será adotada caso a administração da instituição de saúde mantenha-se irredutível na proposta de reduzir os serviços prestados ao SUS

O prefeito Adiló Didomenico confirmou na tarde desta quarta-feira (17/08) que o Município de Caxias do Sul decretará intervenção na gestão do Hospital Pompeia de forma a garantir a adequada prestação de serviços à população atendida por meio do Sistema Único de Saúde. A decisão deve-se ao anúncio da instituição hospitalar, feito em ofício enviado ao Executivo, de descontinuar o serviço materno-infantil no prazo de 90 dias, contado a partir de 16 de agosto, além de propor uma série de reduções nos atendimentos pactuados em contrato vigente até 30 de setembro. “Decretaremos a intervenção caso a gestão do hospital se mantenha irredutível nesta proposta”, declarou o prefeito em entrevista coletiva à imprensa e transmitida ao vivo por rede social da Prefeitura.

A decretação da intervenção não tem prazo previsto para ocorrer. Dependerá dos próximos posicionamentos do hospital. O prefeito declarou, no entanto, que as conversas terão de ser retomadas de imediato, envolvendo, em essência, o Bispado e o Pio Sodalício das Damas de Caridade, organizações mantenedoras da instituição.

O procurador-geral do Município, Adriano Tacca, elencou que a saúde é um direito constitucional de toda a população. A descontinuidade da prestação dos serviços de saúde por parte do hospital Pompeia desencadeará um estado de calamidade pública na área da saúde pública. Diante disso, cabe ao governo, neste caso o Município de Caxias do Sul, agir para evitar que a população fique sem opções de atendimento hospitalar. “Nessas circunstâncias (calamidade), o Município decretará a calamidade pública na área da saúde do Hospital Pompeia. No mesmo documento indicará a intervenção na instituição de saúde, a requisição de toda estrutura física e de pessoal existente, a destituição do quadro diretivo do hospital e dos conselhos existentes e a indicação do interventor, o qual responderá diretamente ao prefeito. Trata-se de medida drástica, mas que poderá ser utilizada para garantir que a população continue tendo acesso aos serviços de saúde prestados pelo hospital”, detalhou.

A secretária da Saúde, Danielle Meneguzzi, registrou que, em momento algum, faltou diálogo por parte da Prefeitura em construir a melhor solução de forma coletiva. Em 3 de agosto houve a mais recente reunião quando ficou acertado que o hospital responderia à proposta de renovação de contrato feita pela Prefeitura. A partir dela seria criada uma comissão para construir um novo contrato. “Mas o que se viu foi o anúncio à imprensa das medidas que o hospital pretende adotar. Antes mesmo de ofício chegar à Prefeitura. Ou seja, se apresentou algo já pronto, definitivo”, assinalou

Acrescentou que os contratos são acordados no sistema tripartite, envolvendo Município, Estado e União, condição que precisa ser igualmente considerada quando há o descredenciamento. “Temos trâmites a seguir. Não basta apenas oficiar o fim de um serviço, sem que os entes públicos se manifestem. Para aceitar a redução ou o fim de um atendimento, o governo precisa encontrar novos prestadores e isto não faz de uma hora para outra. Sem novos parceiros, levaremos a saúde ao caos, correndo de risco de pessoas morrerem por falta de atendimento”, manifestou.

Danielle Meneguzzi informou que a Prefeitura aceitou, ainda no ano passado, a redução de alguns serviços pelo hospital de forma a ajudar no reequilíbrio financeiro. Porém, no caso atual, a administração do Pompeia não pleiteia mais recursos, apenas o fim e a redução de atendimentos. “É preciso considerar que esta solicitação impactará nos valores atualmente repassados ao hospital. Só a Prefeitura tem participado com valor mensal de R$ 1,8 milhão. Ainda há repasses do Estado e da União”, ponderou. Frisou que a decisão do Pompeia não impacta somente a população de Caxias do Sul, mas dos demais 48 municípios da região de referência.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: aplicação do reforço com bivalente ocorre na segunda-feira (08/01)

Publicado em

em

Informações sobre vacinação são divulgadas a cada semana pela Secretaria da Saúde

A Secretaria Municipal da Saúde informa os locais para aplicação do reforço com a vacina bivalente contra covid-19 na próxima segunda-feira (08/01).

O segundo reforço com vacina bivalente está liberado para pessoas de 60 anos ou mais em geral e também para as de 12 anos ou mais imunocomprometidas. Esse público pode procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que aplicam esse imunizante (veja abaixo a lista) na segunda-feira (08/01). É preciso ter recebido o primeiro reforço com bivalente há mais de seis meses.

No mesmo dia (08/01) estará disponível o primeiro reforço para pessoas de 12 anos ou mais com comorbidades, com deficiência permanente ou imunocomprometidas, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) e de 18 anos ou mais em geral. É necessário ter recebido ao menos duas doses de vacinas contra covid-19 anteriormente, com no mínimo quatro meses de intervalo após a última.

A vacinação de crianças de seis meses a 11 anos é realizada por agendamento.

UNIDADES BÁSICAS

PÚBLICO E DOSES:

* 1ª, 2ª, 3ª dose crianças de 6 meses a 4 anos

* 1ª e 2ª dose crianças de 5 a 11 anos

QUANDO E ONDE:

POR AGENDAMENTO nas UBSs Cinquentenário, Cruzeiro, Desvio Rizzo, Eldorado, Esplanada, Reolon, Vila Ipê:

UBS Cinquentenário: 3901-2313 3901-2314 e WhatsApp 9.9911.4582

UBS Cruzeiro: 3901.2515 e 3901.1211

UBS Desvio Rizzo: 3901.1312 e 3901.7906

UBS Esplanada: 3901.1239, 3901.1300

UBS Eldorado: 3901.1366, 3901.8932, WhatsApp 9.8434.6794

UBS Reolon: 3901.1202, 3901.2529, WhatsApp 9.8449.7409

UBS Vila Ipê: WhatsApp 9.8449.8752

PÚBLICO E DOSES:

* 1° Reforço com BIVALENTE para pessoas 18 anos ou mais em geral, de 12 anos ou mais com comorbidades, com deficiência permanente ou imunocomprometidas, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). É preciso ter tomado ao menos duas doses de vacinas da covid.

* 2° Reforço com BIVALENTE para pessoas de 60 anos ou mais; imunocomprometidos de 12 anos ou mais. É preciso ter tomado o 1º reforço com bivalente há mais de 6 meses.

SEGUNDA-FEIRA (08/01), nas seguintes UBSs:

* Centro de Saúde, Cristo Redentor, Fátima Alto, Planalto, Planalto/Rio Branco, Rio Branco, Santa Lúcia Cohab, São Caetano, São Leopoldo, São José e Serrano: das 8h às 15h.

* Cinquentenário, Cruzeiro, Desvio Rizzo e Vila Ipê: das 8h às 19h.

Continue lendo

Saúde

UBSs realizam balanço anual a partir desta terça-feira (28/11)

Publicado em

em

Cada Unidade fechará por algumas horas em data pré-programada

A partir desta terça-feira (28/11), as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) realizam o balanço anual de materiais e insumos. Por esse motivo, cada Unidade suspenderá o atendimento por algumas horas, em data pré-determinada (veja abaixo).

Nas UBSs que funcionam das 7h30 às 16h30, no dia indicado para o balanço os serviços à população serão interrompidos às 12h30, sendo retomados no dia útil seguinte. Na UBS Fátima Alta não haverá atendimento na Farmácia Regional durante o dia todo na data do balanço. Naquelas que funcionam em horário estendido até as 21h (Cinquentenário, Cruzeiro, Desvio Rizzo, Eldorado, Esplanada, Reolon, Vila Ipê), o atendimento será suspenso às 12h30 do dia agendado para balanço, com retorno do expediente externo às 16h30, com exceção do serviço das farmácias dessas UBSs, que reabrem no dia seguinte.

Os usuários que precisarem de atendimento no dia em que sua UBS estiver realizando balanço poderão procurar outras UBSs do Município. O balanço de materiais e insumos é uma tarefa realizada todos os anos, necessária para inventário, manutenção e organização dos serviços.

Cronograma balanço:

28/11/23: Belo Horizonte, Cinquentenário*

29/11/23: Alvorada, Vila Oliva

30/11/2023: Fátima Alta, Reolon*, Santa Lúcia do Piaí, São Caetano, São José

01/12/23: Cristo Redentor, Fátima Baixa, Salgado Filho, Vila Seca

04/12/23: Mariani

05/12/23: Forqueta, Vila Lobos

06/12/23: Vila Cristina, São Ciro

07/12/23: Ana Rech, Centenário, Cruzeiro*, Parque Oásis, Planalto, Rio Branco, Tijuca

08/12/23: Campos da Serra, Sagrada Família, Santa Lúcia Cohab, São Victor Cohab

11/12/23: Desvio Rizzo*, Fazenda Souza, Santa Fé, Serrano

12/12/23: Bela Vista, Cristo Operário, Criúva, Esplanada*, Pioneiro, Século XX

13/12/23: Centro de Saúde, Diamantino

14/12/23: Eldorado*, Galópolis, Madureira, Planalto-Rio Branco, São Vicente

15/12/23: São Leopoldo, Vila Ipê*

* fecha às 12h30 e reabre às 16h30. As demais fecham às 12h30 e reabrem no dia útil seguinte.

Continue lendo

Saúde

Novembro Azul: mutirão realizou mais de 300 consultas médicas

Publicado em

em

Ação nas UBSs também ofertou atendimentos odontológicos, testes de Infecções Sexualmente Transmissíveis e vacinas

Um mutirão voltado aos cuidados de saúde para o público masculino, como programação do Novembro Azul, levou centenas de homens às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) no último sábado (11/11). Todas estiveram abertas das 9h às 13h, para possibilitar uma oportunidade a mais de atendimento para aqueles que não conseguem procurar as UBSs em dias úteis.

No total, foram realizadas 342 consultas médicas e 329 solicitações de exame de próstata PSA (por amostra de sangue) e 29 encaminhamentos para urologista. O número de consultas médicas realizadas poderia ser maior, visto que 12,87% dos pacientes que tinham horário marcado para o sábado não compareceram. Também foram realizados 618 procedimentos odontológicos (incluindo público infantil e adulto), bem como 1.434 testes rápidos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), além de 205 verificações de pressão arterial e 65 testes de glicemia. Outro dado que chama a atenção é o índice de faltantes para consultas odontológicas que haviam sido agendadas para sábado: 10% não compareceram.

O sábado também teve as salas de vacinas de todas as UBSs abertas para aplicação de doses do calendário de rotina para o público masculino e para crianças e adolescentes de até 14 anos. Foram aplicadas 408 doses de rotina, bem como 33 vacinas contra covid-19.

A campanha do Novembro Azul tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. Para os homens que não puderam procurar as UBSs no sábado, o atendimento segue normalmente durante todo o ano. A recomendação é que homens de 50 anos ou mais em geral e homens de 45 anos ou mais com sintomas característicos de câncer de próstata (alteração na frequência e padrões urinários, sangue na urina, disfunção erétil) ou fatores de risco (ter histórico familiar da doença ou ser negro) procurem serviços de saúde para realizar o exame de próstata/PSA (antígeno prostático específico – PSA, traduzido do inglês) e toque retal (20% dos tumores de próstata evoluem com exame de PSA normal, sendo necessário o toque retal). Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) ofertam o exame de próstata/PSA e encaminham para avaliação urológica.

Continue lendo