fbpx
Conecte-se conosco

Geral

CTB participa de Plenária Nacional da Classe Trabalhadora em Brasília

Publicado em

em

Sob o lema “22 de Maio por Mais Direitos“, as centrais sindicais realizaram nesta quarta-feira (22) a Plenária Nacional da Classe Trabalhadora. O evento teve início às 8 horas, com uma concentração no estacionamento entre a Torre de TV e a Funarte, no Eixo Monumental, em Brasília. Posteriormente, os participantes marcharam até a Esplanada dos Ministérios para entregar a Pauta da Classe Trabalhadora aos líderes do Congresso. A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) esteve presente com o presidente Adilson Araújo, o vice-presidente, Ubiraci Dantas (Bira), e o secretário Política Sindical e Relações Institucionais da CTB, Joilson Cardoso.

O principal objetivo desta mobilização foi atualizar a Agenda da Classe Trabalhadora, que foi aprovada há dois anos, durante a 3ª Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat 2022). Entre os tópicos discutidos na plenária, destacam-se: Reconstrução do estado do Rio Grande do Sul e medidas de proteção aos seus trabalhadores; Revogação do Novo Ensino Médio; Valorização do serviço público e oposição à PEC 32/Reforma Administrativa; Defesa da Convenção 151 e da negociação coletiva;Promoção do trabalho decente com redução da jornada de trabalho; Igualdade salarial entre homens e mulheres; Reforma agrária e segurança alimentar; Redução de impostos para trabalhadores e correção da tabela do imposto de renda; Valorização do salário mínimo e das aposentadorias; Transição justa e ecológica; Direitos dos motoristas de aplicativos conforme o PLC 12/24.

Adilson Araújo, presidente da CTB, destacou a importância do evento como um fórum de diálogo sobre a agenda da classe trabalhadora. Ele relembrou o cenário político e econômico de 2022 e como a mudança de governo trouxe novas perspectivas, apesar das dificuldades ainda enfrentadas, como a alta taxa de juros imposta pelo Banco Central do Brasil.

“Em nome das centrais sindicais, fruto da necessidade emergencial, aprovamos a liberação de mais de um bilhão e duzentos milhões do CODEFAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador e do FGTS, em solidariedade aos nossos irmãos e irmãs do Rio Grande do Sul,” afirmou Araújo. Ele também ressaltou a necessidade de investir em infraestrutura e enfrentar a crise climática, além de criticar a influência do Banco Central sobre a economia brasileira.

Durante a marcha, também foi lançada a “Agenda Jurídica das Centrais Sindicais no STF – 2024”. Este documento, disponível online, organiza os principais processos que podem impactar os trabalhadores brasileiros, divididos por temas.

Para acessar a Agenda Jurídica das Centrais Sindicais no STF – 2024, acesse este link.

A mobilização e os debates ressaltam a importância de uma agenda proativa e unificada das centrais sindicais para garantir mais direitos e melhores condições de trabalho para todos os brasileiros.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial apoia a realização do Prêmio Teixeira Nunes

Publicado em

em

A Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (SMSPPS) é apoiadora da homenagem aos vencedores do Prêmio Teixeira Nunes, promovido pelo Conselho da Comunidade Negra de Caxias do Sul (COMUNE). O evento ocorre neste sábado, às 14h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. O Grupo Mulheres do Brasil e a empresa Destake Placas e Letreiros também são apoiadoras do evento.

O Prêmio Teixeira Nunes foi idealizado pela atual gestão do COMUNE com o intuito que a própria comunidade negra caxiense fizesse a indicação de pessoas que fazem da luta antirracista uma pauta diária em suas vidas. Com isso, duas pessoas foram indicadas e votadas pela rede social do COMUNE para receber o Prêmio Teixeira Nunes 2024: o professor Fernando Silva e a estilista Jaqueline Silva.

Continue lendo

Geral

‘Escola do Amanhã’ forma mais de 60 alunos no primeiro semestre em Caxias do Sul

Publicado em

em

Projeto que conta com a parceria da Prefeitura do Município, atende alunos da rede municipal de forma gratuita, entre 14 e 16 anos, e tem o objetivo de preparar jovens para o mercado de trabalho no setor da indústria

Mais de 60 alunos que integraram três turmas do curso de programação básica para a robótica do projeto Escola do Amanhã, se formaram nesta quarta-feira (19.06). Realizado pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Região (Simecs), o projeto também conta com a parceria da Prefeitura do Município, através da Secretaria Municipal da Educação (SMED), do Senai e do Sicredi.

“Nós somos uma cidade pujante. Muitas pessoas vêm morar na nossa cidade pelo emprego que ela gera. Mas a gente sempre tem o desafio da preparação das pessoas para o mercado de trabalho, e a preparação via Senai é muito qualificada. Esse conjunto de parcerias que nós temos aqui é muito qualificado”, enalteceu a vice-prefeita Paula Ioris, ao falar sobre as oportunidades que Caxias do Sul oferece aos jovens.

Escola do Amanhã

O projeto atende alunos da rede municipal de forma gratuita, entre 14 e 16 anos, e tem o objetivo de preparar jovens para o mercado de trabalho no setor da indústria. Durante as aulas os aprendizes entraram em contato com conceitos básicos da área e realizam atividades como: projetar, fabricar, programar, construir e implementar soluções; conhecem as partes de um robô e usam instrumentos de medição profissionais.

Novas turmas da Escola do Amanhã serão abertas ainda para o segundo semestre de 2024.

Continue lendo

Geral

Com articulação da deputada federal Denise Pessôa, ANAC autoriza voos internacionais no aeroporto de Caxias

Publicado em

em

    Caxias do Sul pode receber voos internacionais a partir desta terça-feira (18), após a publicação de portaria da Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC). A homologação permite que o Hugo Cantergiani se torne um terminal internacional. Essa demanda atende a solicitação feita por ofício pela deputada federal Denise Pessôa (PT/RS) ao Ministério de Porto e Aeroportos e ao do Turismo, durante reunião em 22 de maio.

    Naquela ocasião, a parlamentar lembrou aos ministros que o Juventude, Internacional e Grêmio também solicitaram a internacionalização devido as dificuldades logísticas para participar das competições esportivas. A internacionalização é necessária, diante da crise climática que atinge o Rio Grande do Sul, e deixou o Salgado Filho, em Porto Alegre debaixo da água. 

    “Temos o projeto do aeroporto de Vila Oliva, mas nesse momento internacionalizar o Hugo Cantergiani é uma alternativa para que a gente não volte a ficar refém apenas de um aeroporto internacional mais próximo da Serra, como estamos neste momento”, explica a deputada.

    Denise ressalta ainda que o aeroporto de Caxias do Sul é estratégico e tem sido fundamental ao estado, sendo que essa “medida vai auxiliar o turismo e alavancar ainda mais a economia e o desenvolvimento da Serra”.

    A internacionalização tem prazo até 31 de dezembro de 2024.

Sistema para melhorar pousos

    ​A deputada também teve forte articulação para melhorias no aeroporto Hugo Cantergiani. Denise conversou com o ministro de Portos e Aeroportos, Sílvio Costa Filho,  em 4 de junho, sobre a instalação de um novo sistema RNP-AR. O equipamento que já está em funcionamento tornará os voos mais eficientes, reduzindo cancelamentos devido a neblina. 

Confira o que diz a portaria n⁰ 14.831​

    A princípio, a internacionalização engloba serviços aéreos privados ou aéreos públicos não regulares de passageiros.

    A internacionalização favorece embarque e desembarques de passageiros de aeronaves transportando delegações dos jogos internacionais da Libertadores e da Copa Sul Americana” de futebol, mediante o agendamento de no mínimo 48 (quarenta e oito) horas.

Continue lendo