Conecte-se conosco

Destaque

Marcha em Porto Alegre abre fóruns sociais e rechaça governo Bolsonaro

Publicado em

em

Caminhada reuniu militantes dos movimentos sociais e abriu o Fórum Social das Resistências e o Fórum Social Mundial Justiça e Democracia.

A luta por outro mundo possível voltou a ocupar as ruas de Porto Alegre nesta terça-feira (26), com a marcha de abertura do Fórum Social das Resistências e do Fórum Social Mundial Justiça e Democracia. Centenas de pessoas participaram da caminhada, que partiu do Largo Glênio Peres e tomou algumas das principais ruas do centro da capital gaúcha. Os eventos, que acontecem até o dia 30, são preparatórios do Fórum Social Mundial, a ser realizado de 1º a 6 de maio, no México. 

Militantes de partidos, centrais sindicais e dos mais variados movimentos sociais entoaram palavras de ordem contra Bolsonaro e defenderam a democracia e os direitos do povo. O desemprego, a miséria e a carestia; o descaso no combate à Covid-19; o estímulo à violência, ao machismo, ao racismo e à LGBTfobia; os ataques aos povos indígenas; o desmonte das políticas e dos serviços públicos e a destruição ambiental foram alguns dos pontos destacados como marcas do atual governo que precisam ser combatidos com urgência. 

A marcha procurou alertar a população para a grave situação do país e para a necessidade de mobilização contra o atual governo e em defesa de outro projeto de nação que precisa emergir das urnas em outubro. 

“A marcha de abertura foi um evento extremamente significativo, representativo, com muita gente na rua, com diversos setores da sociedade unidos para seguir resistindo, lutando e fazendo o enfrentamento ao nosso inimigo de classe. É fora Bolsonaro e que floresça a esperança!”, disse Silvana Conti, vice-presidenta da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e uma das articuladoras dos fóruns. 

Luta contra a extrema-direita

Silvana Conti salienta que os fóruns são especialmente importantes em momentos como este em que se faz necessário mobilizar o maior número possível de movimentos e engajar a população para mudar os rumos do país. “O objetivo principal é criar pontos de consenso, prioridades coletivas e a construção de uma agenda comum de lutas para o próximo período. São espaços fundamentais de articulação, divulgação e ampliação de todas as formas de resistência criadas pelos movimentos culturais, ambientais, políticos e sociais no Brasil e na América Latina. Nessa quadra política em que vivemos, estes espaços se tornam indispensáveis”.

Mauri Cruz, um dos organizadores dos fóruns e membro da diretoria-executiva da Abong (Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais), salientou que “desde 2001, quando aconteceu a primeira edição do Fórum Social Mundial em Porto Alegre, há um reconhecimento de que a humanidade vive uma crise civilizatória por causa do modelo capitalista que transforma tudo em mercadoria e que coloca o lucro acima das pessoas, da natureza e do bem comum”. 

E o Fórum Social Mundial, lembrou, “nasceu justamente propondo outro mundo possível, o mundo da igualdade, da justiça, da fraternidade, do amor, onde os seres humanos vivam em harmonia e construam uma relação sustentável com a natureza”. 

Nesse sentido, Mauri avalia como características centrais dos fóruns o fato de serem eventos que possibilitam rearticular as redes, entidades e movimentos sociais “que lutam contra o capitalismo, contra essa sociedade focada no lucro e que gera morte, crise ambiental e desigualdade”. Além disso, “esses movimentos sociais reunidos no fórum podem e estão trabalhando no sentido de construir alternativas”. 

Segundo ele, “há uma consciência muito forte nos movimentos sociais de que a saída não será a partir de cima, mas construída a partir de baixo, da organização, da prática, dos saberes dos movimentos sociais, das organizações sociais. O Fórum Social é um espaço para que estes saberes, esta capacidade, esse conhecimento, essa tecnologia social sejam colocados a serviço de uma transição pós-capitalista. Por isso, o evento tem essa grandiosidade, de resistir e construir um outro mundo possível”. 

O passo seguinte é levar o resultado dos debates realizados nesses dois fóruns para o Fórum Social Mundial, no México. “Nossa expectativa é que possamos sair de lá com uma mobilização forte para que a gente possa lutar pela paz, contra o imperialismo, em defesa do meio ambiente, contra as desigualdades e criar um movimento global em prol da qualidade de vida, da justiça e da igualdade”. video-marcha

O Fórum Social das Resistências e o Fórum Social Mundial Justiça e Democracia continuam nesta quarta-feira (27), com uma série de debates e atividades.  

Veja aqui a programação.TAGSFÓRUM SOCIAL MUNDIALAUTORPriscila LobregatteCONTÉUDO RELACIONADOMovimentos Por: Marize Muniz publicado em 26/04/2022Servidores fazem atos e paralisação de 24h, nesta quinta (28), por reajuste

Categorias reivindicam recomposição de 19,99%, equivalente às perdas salariais acumuladas nos últimos três anos.Movimentos Por: Cezar Xavier publicado em 26/04/2022História do movimento LGBTI+ brasileiro estreia como longa-metragem no Rio

Documentário que retrata início da organização política do Movimento LGBTI+ brasileiro tem pré-estreia no Rio de Janeiro nesta quinta-feiraMovimentos Por: Priscila Lobregatte publicado em 07/02/2022União contra extrema-direita é foco de atuação comunista no FSR

Realizado entre os dias 26 e 30 de janeiro de forma totalmente virtual, devido à pandemia, o evento envolveu militantes de partidos políticos, centrais sindicais e amplos setores da sociedade, num total de 530 entidades do Brasil e de 23 países.MovimentosNacional publicado em 20/02/2018Salvador (BA) se prepara para receber o Fórum Social Mundial 2018

Com o lema “Resistir é criar, resistir é transformar”, o Fórum Social Mundial 2018 será realizado entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador, com participação de centenas de entidades e organizações de todo o mundo. 

Central

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Destaque

Banco de Alimentos promove oficinas para deficientes visuais

Publicado em

em

Atividades para adultos e adolescentes foram realizadas de forma inédita na Cozinha Experimental, em parceria com o Inav e curso de Nutrição da UCS

A Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) promoveu nesta segunda-feira (11.07) atividades para seis adolescentes com deficiências visuais atendidos pelo Instituto da Audiovisão (Inav). Na quinta-feira (07.07) foi a vez de um grupo de seis adultos. Na programação, constou o preparo de lanches saudáveis com apoio de profissionais do Inav, SMAPA e curso de Nutrição da Universidade de Caxias do Sul (UCS). O local foi a Cozinha Experimental do Banco de Alimentos.

Para a equipe da secretaria, a atividade foi um desafio inédito e muito especial. “Foi a primeira vez que envolvemos uma equipe tão grande num desafio deste porte e tão gratificante”, diz a nutricionista da SMAPA, Kelly Estarla dos Passos Andreis. “Para os adultos foi ministrada também uma palestra sobre educação nutricional voltada à situação de cada um, pois o grupo era formado por pessoas que perderam a visão por causa de doenças como hipertensão, tumores ou diabetes”, acrescenta.

O objetivo foi estimular a autonomia e a alimentação saudável para um público específico. “Todos chegaram muito animados, curiosos e com uma alegria contagiante. Os participantes conseguiram preparar todas as receitas e, ao final, os pratos foram saboreados numa confraternização cheia de felicidade e orgulho”, comemora a estagiária do curso de Nutrição da UCS, Viviane Tessaro.

Mais do que uma atividade profissional, foi também uma experiência inesquecível. “Posso afirmar que aprendi muito mais do que ensinei. Poder ouvir suas histórias, anseios, dúvidas e, de alguma forma, conseguir acolhê-los, foi muito gratificante. Uma das maiores lições foi que sempre podemos levar a vida de uma forma leve e alegre, independentemente das condições físicas que temos”, emociona-se Viviane.

A atividade desta segunda-feira foi direcionada para adolescentes, ensinando receitas de lanches práticos e nutritivos para o dia a dia. Mais uma vez, a oficina contou com parceria da equipe do Inav. “Com atendimento profissional capacitado, muitas pessoas com deficiência visual, cegas ou com baixa visão, e surdocegas, podem alcançar uma vida independente, ter seu grupo de relações, constituir família, viajar, estudar, trabalhar e ter experiências de lazer prazerosas”, observa a terapeuta ocupacional do Inav, Karine Helena da Silva Vieira.

Foto por Rodrigo Rossi

Continue lendo

Destaque

Escola do Juventude mantém invencibilidade no Gauchão

Publicado em

em

Escola do Juventude mantém invencibilidade no Gauchão

Nathan Bizotto/ECJuventude

As categorias sub-12, sub-13 e sub-14 do Juventude se mantiveram invictas no Campeonato Gaúcho, neste final de semana, em Caxias do Sul. Com atuações convincentes, o Verdão não deixou pontos pelo caminho e triunfou nas três partidas diante a equipe do Cruzeiro-RS.

Os jogos

A categoria sub-12, recém-campeã da Copa Sarandi e líder no Sul Brasileiro, teve um confronto difícil contra os visitantes. Apesar da postura defensiva do adversário, a equipe treinada por Kailon Borges conseguiu sair com o resultado. No segundo tempo, o meio campo Alan, em um lançamento em profundidade, encontrou Binotto, que bateu na saída do goleiro e garantiu os três pontos para o Verdão.

Em seguida, foi à vez da sub-13. O time treinado por Maicon Baggio apresentou eficiência na parte ofensiva e venceu por 3×0 dentro de casa, com direito a gol relâmpago na etapa final. Logo aos 15 segundos, em uma jogada construída desde os zagueiros, Arthur Baptista finalizou no canto do goleiro e fez aquele que foi o segundo gol da equipe na partida.

Por fim, a equipe sub-14, dirigida por Fernando Garcia, triunfou por 2×1 e garantiu a liderança parcial do grupo. Destaque para o primeiro gol do Verdão, que passou por oito jogadores do time e terminou no chute colocado de Hiago para abrir o placar. As três categorias do Ju voltam a campo em meados de julho, contudo, as datas podem ser alteradas ao longo do próximo mês.

Resultados

Sub-12: Juventude 1×0 Cruzeiro: gol de Binotto

Sub-13: Juventude 3×0 Cruzeiro; gols de Antônio, Arthur Baptista e Pedro.

Sub-14: Juventude 2×1 Cruzeiro; gols de Hiago e Nicolas Menezes.

Continue lendo

Cultura

Maesa abre as portas para receber visita guiada pela Comissão do Complexo

Publicado em

em

A visita terá atendimento limitado com máximo de 30 pessoas por turma, das 14h às 17h com agendamento prévio

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC) juntamente com a União das Associações de Bairros (UAB), Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, com o apoio do Sindicato dos Metalúrgicos, Sindiserv e Ação Cidadania, promovem no próximo domingo (22/05), uma visita guiada ao Complexo da Maesa. A visita terá exibição de material que conta a história do prédio e após, visitação à parte externa acessados pela Rua Plácido de Castro. As visitas serão de 20 a 30 minutos, organizadas em turnos das 14h às 17h, com até 30 inscritos por turma.

Segundo a secretária de Cultura, Aline Zilli, a visita tem como objetivo oportunizar para que o público conheça a atua estrutura que o prédio se encontra. “ O objetivo é que as pessoas possam conhecer as partes acessíveis desse que será um importante espaço cultural de Caxias do Sul”, diz a secretária.

A visitação servirá como piloto para projeto futuro em que mais pessoas possam acessar todos os espaços do complexo que é patrimônio histórico do município e guarda inúmeras histórias sobre o trabalho desenvolvido na metalurgia e sobre os trabalhadores da Metalúrgica Abramo Eberle.

A visita integra o evento “Maesa Cultural”, que além de estar promovendo a oportunidade de conhecer a parte interna do Complexo, também estará movimentando a cidade com feira, exposição, apresentação de shows e teatro e outras atividades a partir das 9h, na rua Plácido de Castro, em frente à Maesa. Se chover, o evento será adiado.

Os interessados em participar da visita guiada devem fazer a inscrição pelo Google Forms através do link: https://forms.gle/M7Tz9zCqBJKf2nHA9

Serviço:

Visita guiada ao Complexo da Maesa

Data: 22 de maio.

Hora: As visitas serão de 20 a 30 minutos, organizadas em turnos das 14h às 17h.

Local: Complexo da Maesa/ Acesso pela Rua Plácido de Castro – Portão da Guarda Municipal

Plataforma de inscrição: https://forms.gle/M7Tz9zCqBJKf2nHA9

Atualizada dia17/05/2022 às 16:49CompartilharTweetar

Continue lendo