fbpx
Conecte-se conosco

Cultura

Secretaria da Cultura abre inscrições para Oficinas Gratuitas de Artes Cênicas

Publicado em

em

Os interessados devem se inscrever até o dia 02 de novembro por meio de formulário

O Instituto Estadual das Artes Cênicas (IEACen), instituição da Secretaria de Estado da Cultura (SEDAC), com o intuito de fomentar o ecossistema dos festivais de Artes Cênicas do Rio Grande do Sul, através do estímulo ao eixo formativo dos mesmos, apresenta uma sequência de contratações de oficinas vinculadas aos festivais realizados em diversas cidades do estado.

Por meio desta ação, dois importantes e consolidados festivais da cidade, o Caxias em Cena – Festival Internacional de Artes Cênicas e o Téti Festival de Arte e Cultura para a infância, realizam de 03 a 24 de novembro,  um ciclo de oficinas gratuitas para o público acima de 16 anos, com o objetivo de instrumentalizar profissionais das artes cênicas do município.

As inscrições devem ser realizadas até o dia 02 de novembro por meio de formulário:  https://forms.gle/tM2piEG13ifKFhk5A

Todas as oficinas oferecerão certificação de participação.

Para ficar por dentro da programação cultural da cidade basta acessar cultura.caxias.rs.gov.br

Serviço: 

IAECen, Caxias em Cena e Festival Téti apresentam: Oficinas gratuitas de Artes Cênicas

Inscrições: até o dia 02 de novembro.

Data: de 03 a 24 de novembro.

Informações: 54 3901.1316 (ramal 205)

PROGRAMAÇÃO:

Oficina: Escrever para crianças e jovens – Novos e velhos desafios com Luciana Comin

Data: 03, 10, 17 e 24 de novembro

Horário: 19h30 às 22h

Formato Online

Sobre: Oficina teórico prática voltada para artistas e educadores que querem ampliar seu repertório de narrativas para as infâncias e juventudes e exercitar a prática da escrita criativa a partir de exercícios de escrita e reescrita. O objetivo é estimular a criação de novas narrativas para esse público, levando-se em consideração atravessamentos históricos e políticos, vivências e saberes, nos quais se situam as artes para infância e juventude, além das discussões sobre gênero, raça e sexualidade, representados nas obras para pequenas e jovens audiências. Serão lidos e analisados trechos de textos produzidos recentemente no Brasil, Portugal, América do Norte e Sul, fomentando a discussões acerca das temáticas, abordagens e formatos dramatúrgicos. A cada encontro serão propostos exercícios práticos que servirão de suporte para o desenvolvimento de cenas curtas produzidas pelos alunos e alunas.

Oficina de Dança: Composição Coreográfica com Matheus Brusa

Data: 05 de novembro

Horário: 9h às 12h e das 13h30 às 18h30

Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho – Sala da Cia. Municipal de Dança

Formato Presencial

Sobre: Compreensão acerca das possibilidades de entendimento da dança através da contemporaneidade; Aquecimento articular; Partituras coreográficas de chão envolvendo questões técnicas desta vertente; Desenvolvimento cartográfico a partir de conceitos específicos; Estruturação de corporeidades distintas conforme os conceitos propostos; Conscientização dos fatores envolvidos que moldam a dramaturgia corporal e cênica; Conscientização das qualidades de movimento desenvolvidas nas cartografias propostas em aula com intuito de valorizar as mesmas, ampliando as diferenças e potências, entre outros.

Oficina: Processos de Criação em Dança Inclusiva/Contemporânea com Cristian Bernich

Data: 05 e 06 de novembro

Horário: 14h às 18h e 9h às 12h

Local: Biblioteca Parque – Largo da Estação Férrea

Formato Presencial (com transmissão online no canal da Secretaria da Cultura)

PÚBLICO-ALVO: Pessoas com deficiência, artistas da área da dança, artes visuais, fotografia, produção de audiovisual-cinema e demais interessados em processos de criação em linguagens não verbais.

Oficina de Circo/Teatro: A Corporeidade do ator na poesia do espaço com Claudia Severo

Data: 05 e 06 de novembro

Horário: 14h às 18h

Local: Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho – Salão de Artes

Formato Presencial

Sobre: Contribuir de forma prática para que o atuador desenvolva sua potência artística através da corporeidade como o cerne da criação e como veículo para uma escritura cênica e tendo como princípio fundante a ideia do atuador-criador.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Segunda edição do Slam Papo Reto será neste domingo, em Caxias do Sul

Publicado em

em

Batalha de poesia movimenta o Reffugio das 15h às 18h

A segunda edição do Slam Papo Reto, batalha de poesia que integra o projeto Atentado Verbal: A Revolta de um Povo em Palavras, será neste domingo (14), das 15h às 18h. O evento é realizado no Reffugio Bar, em Caxias do Sul, e as inscrições para competir são gratuitas. O vencedor receberá como prêmio uma produção audiovisual, realizada por equipe profissional, para amplificar o alcance dos seus versos no perfil do Instagram @prp_poesiamarginal e no canal do YouTube PapoRetoPaPoeta Films.

Para participar da competição, é necessário levar ao menos três poesias autorais, com duração de até três minutos. Durante a apresentação, os artistas não podem utilizar instrumentos musicais ou objetos cênicos. Também não é permitida interação com a plateia. Ao longo da batalha, os competidores são avaliados por um júri especializado.

“A primeira edição foi muito significativa. Apesar da chuva, tivemos um bom público, principalmente de crianças e adolescentes. Durante todo o evento, o público interagiu, participou da troca de ideias e esteve bem atento. O Slam abriu portas para novos poetas, principalmente por ser o único evento de poesia marginal realizado neste ano em Caxias do Sul”, avalia Jennifer Pereira, uma das organizadoras.

A primeira edição do Papo Reto foi realizada em maio e reuniu 15 participantes, entre competidores e versos livres, e um público de aproximadamente 40 pessoas. O campeão foi Andrius Franco, conhecido como Drius. Morador do bairro Serrano, em Caxias do Sul, o poeta de 22 anos se apresentou sob o nome artístico de Bigode, em homenagem a um amigo que insistia para ele utilizar este nome e morreu na semana anterior ao evento. A gravação do produto audiovisual com Drius foi realizada nesta semana, mas ainda sem data para estrear.

Além das edições mensais do Slam Papo Reto e das produções audiovisuais para os vencedores, o projeto prevê a realização de cinco oficinas gratuitas de poesia marginal ministradas por Piedro Corrêa, um dos idealizadores do Slam. A programação contempla entidades que atuam em bairros periféricos de Caxias do Sul: Fluência Casa Hip Hop, CRAS Norte, CAMI São José, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo Santo Antônio e Projeto Semente Conquista.

O projeto Atentado Verbal: A Revolta de um Povo em Palavras tem financiamento da Lei Paulo Gustavo. Realização: Ministério da Cultura e Secretaria Municipal da Cultura de Caxias do Sul. Apoio: Reffugio e PapoRetoPaPoeta Films. Após o fim do projeto, a intenção dos idealizadores é manter a realização do Slam Papo Reto em edições periódicas.

Serviço

:: O que: segunda edição do Slam Papo Reto.

:: Quando: neste domingo (14), das 15h às 18h.

:: Onde: Reffugio Bar (Rua Marechal Floriano, 1083), em Caxias do Sul.

:: Quanto: evento aberto ao público.

:: Para competir: inscrições gratuitas; é necessário ter pelo menos 3 poesias autorais de até 3 minutos de duração.

:: Próximas edições: 11 de agosto, 8 de setembro e 13 de outubro.

Ficha técnica

:: Coordenação executiva e artística: Piedro Augusto Correa

:: Assistente executiva e artística: Jennifer Pereira Moreira

:: Produção cultural: Franciele Minuzzo

:: Criação audiovisual: Elis Bittencourt

:: Captação de som: Éverton Severo

:: Criação gráfica: Taylor Domingos Pereira

:: Fotografia: Ana Salvi

:: Tradução em libras: C&D Tradução de Libras

:: Contabilidade: Márcia Pezzi

:: Assessoria de imprensa: Sublinha! Comunicação

:: Financiamento: Lei Paulo Gustavo

:: Apoio: Reffugio e PapoRetoPaPoeta Films

Continue lendo

Cultura

Orquestra Acadêmica da UCS leva Concerto Clássico Solidário à Catedral Santa Teresa

Publicado em

em

Apresentação ocorre nesta quarta-feira, dia 12, e o público é convidado a contribuir com doações de alimentos e fraldas

A Orquestra Acadêmica da UCS volta à cena nesta quarta-feira, dia 12 de junho, para mais uma edição do Concerto Clássico Solidário, desta vez na Catedral Diocesana Santa Teresa, no centro de Caxias do Sul. A apresentação começa às 19h e é gratuita, porém o público é convidado a levar alimentos não perecíveis e fraldas infantis e geriátricas, que serão encaminhadas à Casa Madre Teresa. A entidade beneficente fará a triagem e a distribuição dos donativos a famílias vitimadas pelas chuvas ocorridas no mês de maio.

O primeiro Concerto Clássico Solidário foi realizado dia 22 de maio na Igreja Sagrado Coração de Jesus, no bairro Cruzeiro, e emocionou o público. Com o mesmo propósito e formação, a Orquestra Acadêmica da UCS retorna ao palco dia 12 para interpretar peças de Bach, Händel, Beethoven, Bizet, Strauss, entre outros renomados compositores, sob regência do maestro Fábio Alves. O espetáculo é uma realização da Universidade de Caxias do Sul, com o apoio da Prefeitura de Caxias do Sul e da Catedral Diocesana Santa Teresa.

Orquestra Acadêmica da UCS

Formada por 40 músicos estudantes, a Orquestra Acadêmica da UCS, que tem o apoio da Secretaria da Cultura da Prefeitura de Caxias do Sul, visa fomentar a prática orquestral em grupo e propiciar o encontro dos participantes para explorar e ampliar suas capacidades, habilidades, conhecimentos e, assim, promover a aproximação das atividades de orquestras profissionais. É orientada por professores da Escola de Música da UCS e por músicos da UCS Orquestra e da Orquestra de Sopros da prefeitura caxiense.

Serviço
O quê: Concerto Clássico Solidário, com a Orquestra Acadêmica da UCS
Quando: dia 12 de junho, às 19h
Onde: Catedral Diocesana Santa Teresa, no centro de Caxias do Sul
Quanto: gratuito – sugere-se a doação de alimentos não perecíveis e fraldas infantis e geriátricas

Fotos: Pedro Giles

Continue lendo

Cultura

Patrona e Amigo do Livro da Feira do Livro 2024 são escolhidos

Publicado em

em

Nomes ajudarão a promover a 40ª edição do evento

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC), através da Diretoria do Livro, Literatura e Leitura, em um processo democrático, reuniu-se nesta segunda-feira (27/05), para a análise e escolha do Patrono e Amigo do Livro da 40ª Feira do Livro de Caxias do Sul. O colegiado composto pela Academia Caxiense de Letras, Associação dos Livreiros Caxienses (ALCA), Conselho Municipal de Políticas Culturais, Programa Permanente de Estímulo à Leitura, diretoria da Casa Cultura e a Secretária Municipal da Cultura, elegeu a Patrona Helô Bacichette e Roger Castro como Amigo do Livro para representarem o evento, auxiliando na visibilidade da Feira e na interlocução com a comunidade.

Ao receber a ligação da secretária Magali, emocionada, Heloisa agradeceu à SMC. “Eu aceito com louvores. Muito obrigada, que honra. Pra mim, é a coroação de um sonho, mas que eu devo muito à Secretaria de Cultura e a essa cidade, aos livreiros, e que fazem a história de Caxias e da Feira acontecerem todos os anos”.

Sobre as escolhas, a secretária da Cultura, Magali Quadros, destaca que “a Feira terá a honra de contar com o trabalho e a dedicação da Helô e do Roger, já costumeiros no evento, mas desta vez de forma ainda mais especial, para fazer essa feira cada vez melhor”.

Patrona: Helô Bacichette

Caxiense, é professora, com formação em Letras e Especialização em Educação do Movimento pela UCS. Pós-graduada em Literatura Infantil e Juvenil pela UCAM/RJ. Escreve, conta histórias, coordena cursos e realiza oficinas para professores e adolescentes. Foi coordenadora da Confraria Reinações Caxias, de 2009 a 2013. Fez parte da diretoria da AGES – Associação Gaúcha de Escritores (2012 a 2015). Foi coordenadora do PPEL – Programa Permanente de Estímulo à Leitura de Caxias do Sul, de 2017 a 2021. Integrou a Comissão Organizadora da Mostra Literária da Rede Recria – Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Caxias do Sul, de 2008 a 2019. Idealizadora do Projeto “Elos do Conto – Elos da Palavra”, voltado a adolescentes e crianças em situação de vulnerabilidade social. Em 2021, realizou palestra (live) e exposição de suas obras na Frankfurter Buchmesse (Brazilian Literature and Authors). Recebeu o troféu “Sou de atitude”, da Associação Criança Feliz, segmento “Formação de políticas públicas para a Infância e a Juventude”, e em 2017 recebeu o troféu “Palavra Viva”, homenagem do Sintrajufe/RS pelo conjunto da obra e pelo trabalho em prol do livro e da leitura.

Amigo do Livro: Roger Castro

É contador de histórias no Grupo Vivandeiros da Alegria, Doutor e Mestre no Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade de Caxias do Sul/RS, pesquisador com ênfase no estudo da contação de histórias, dinâmicas literárias e ludicidade. Possui graduação em Licenciatura em Dança pela Universidade de Cruz Alta/RS e Licenciatura em Pedagogia pela UNINTER (Caxias do Sul/RS). Criador e diretor do Grupo Vivandeiros da Alegria, animador cultural e palestrante em diversos municípios do país. Já atuou em mais de 50 espetáculos teatrais e montagens literárias com a criação de personagens para dinamizar as ações lúdicas e literárias, como a Dona Literata, Tertulino Brandão, Dr. Paracetamol Verissimo, Zé do Cordel e pirata Sete Histórias.

Prestes a completar quarenta anos, a Feira do Livro de Caxias do Sul, instituída oficialmente pela Lei Nº 2.828 de 11 de outubro de 1983, teve a sua primeira edição em 1984. O evento é um dos maiores do estado, reunindo autores, editoras e livrarias, e oferecendo ao público uma ampla programação de atividades, como palestras, lançamentos de livros, sessões de autógrafos, oficinas e apresentações culturais. A edição deste ano ocorrerá de 27 de setembro a 13 de outubro.

Continue lendo