fbpx
Conecte-se conosco

Cultura

Cartaz do documentário “Seival” reflete imensidão da natureza

Publicado em

em

Filme acompanha jornada de réplica do barco de Giuseppe Garibaldi, abordando preservação de recursos hídricos

e tradição naval do RS

Crédito: Mauricio Cescon/Divulgação

A identidade visual de um filme tem como um dos principais objetivos servir de indicação do que está por vir: o cartaz, afinal, é a primeira janela para a obra. No caso do documentário “Seival”, esta peça publicitária traz a imensidão do oceano como ponto de reflexão.

A Spaghetti Filmes, de Caxias do Sul (RS), é a produtora responsável pelo longa metragem, que traz como inspiração a reconstrução do barco Seival, o mítico lanchão utilizado por Giuseppe Garibaldi na Revolução Farroupilha (1835-1845) para a tomada de Laguna (SC). A construção de uma réplica da embarcação em tamanho natural e em condições de navegar foi iniciada, em 2020, pelo professor Antônio Rodrigues, com o objetivo de utilizar o barco como ferramenta pedagógica para divulgar a consciência ambiental, principalmente entre crianças e adolescentes.

Criação do designer gráfico Maurício Cescon, o cartaz reflete a amplitude da natureza e de como o ser humano deve respeitar e apreciar sua beleza, sua pluralidade e suas particularidades. “A ideia geral é mostrar o quanto o barco fica pequeno diante disso tudo. O que torna tanto a jornada original, de Garibaldi, quanto a da encarnação atual do Seival, muito mais difíceis do que aparentam. Tem um quê de inferioridade do homem diante da natureza, um momento de contemplação”, resume.

Para Janete Kriger, produtora executiva, a utilização de alguma fotografia still do próprio filme seria essencial na criação da identidade visual, com a função de resumir de alguma forma a temática do documentário. “Em obras audiovisuais, a fotografia still está relacionada diretamente com a divulgação de um filme e, ao mesmo tempo, mostra os bastidores da realização de um projeto. Ela tem um papel muito importante, pois é necessário provocar a vontade das pessoas a irem assistir à obra”, explica.

Sobre o documentário:

Reunindo preservação ambiental, história do Rio Grande do Sul e a perseverança quixotesca de um professor, o documentário “Seival” pretende seguir seu fluxo trazendo uma observação da ligação gaúcha com seu histórico naval e sua natureza nativa. Realização da Spaghetti Filmes, produtora de Caxias do Sul (RS), o filme mostrará como a construção de uma réplica do barco Seival, utilizado por Giuseppe Garibaldi na Tomada de Laguna em 1839, serve como fio condutor para uma observação geográfica e ambiental do sul do estado.

Idealizado pelo professor de Educação Física, Antonio Carlos Rodrigues, a nova versão do Seival foi concebida para ser um museu itinerante que navega pelo litoral brasileiro com o objetivo de divulgar a preservação de recursos hídricos. A partir disso, o filme observa a destruição acelerada do Pampa, bioma que se apresenta, no Brasil, somente em território gaúcho.

Por meio de uma narrativa de road movie, o filme resgata as dificuldades e sucessos de Antônio na construção do barco, como o reencontro com as técnicas de fabricação artesanal de embarcações nos estaleiros que ficam ao redor da Lagoa dos Patos. Além de mostrar aspectos relevantes da carpintaria naval e a adaptação de técnicas usadas no século XIX para os dias atuais, o Seival permite um olhar sobre a história náutica do sul do Brasil. O filme também vai abordar como as aglomerações urbanas das regiões mais populosas do Rio Grande do Sul geram impactos que ameaçam a Região Sul do estado.

A realização do documentário “Seival” será possível por conta de recursos do Edital FAC Filma RS, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Em fase de captação de imagens, a obra tem previsão de estreia para 2024.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Orquestra Acadêmica da UCS leva Concerto Clássico Solidário à Catedral Santa Teresa

Publicado em

em

Apresentação ocorre nesta quarta-feira, dia 12, e o público é convidado a contribuir com doações de alimentos e fraldas

A Orquestra Acadêmica da UCS volta à cena nesta quarta-feira, dia 12 de junho, para mais uma edição do Concerto Clássico Solidário, desta vez na Catedral Diocesana Santa Teresa, no centro de Caxias do Sul. A apresentação começa às 19h e é gratuita, porém o público é convidado a levar alimentos não perecíveis e fraldas infantis e geriátricas, que serão encaminhadas à Casa Madre Teresa. A entidade beneficente fará a triagem e a distribuição dos donativos a famílias vitimadas pelas chuvas ocorridas no mês de maio.

O primeiro Concerto Clássico Solidário foi realizado dia 22 de maio na Igreja Sagrado Coração de Jesus, no bairro Cruzeiro, e emocionou o público. Com o mesmo propósito e formação, a Orquestra Acadêmica da UCS retorna ao palco dia 12 para interpretar peças de Bach, Händel, Beethoven, Bizet, Strauss, entre outros renomados compositores, sob regência do maestro Fábio Alves. O espetáculo é uma realização da Universidade de Caxias do Sul, com o apoio da Prefeitura de Caxias do Sul e da Catedral Diocesana Santa Teresa.

Orquestra Acadêmica da UCS

Formada por 40 músicos estudantes, a Orquestra Acadêmica da UCS, que tem o apoio da Secretaria da Cultura da Prefeitura de Caxias do Sul, visa fomentar a prática orquestral em grupo e propiciar o encontro dos participantes para explorar e ampliar suas capacidades, habilidades, conhecimentos e, assim, promover a aproximação das atividades de orquestras profissionais. É orientada por professores da Escola de Música da UCS e por músicos da UCS Orquestra e da Orquestra de Sopros da prefeitura caxiense.

Serviço
O quê: Concerto Clássico Solidário, com a Orquestra Acadêmica da UCS
Quando: dia 12 de junho, às 19h
Onde: Catedral Diocesana Santa Teresa, no centro de Caxias do Sul
Quanto: gratuito – sugere-se a doação de alimentos não perecíveis e fraldas infantis e geriátricas

Fotos: Pedro Giles

Continue lendo

Cultura

Patrona e Amigo do Livro da Feira do Livro 2024 são escolhidos

Publicado em

em

Nomes ajudarão a promover a 40ª edição do evento

A Secretaria Municipal da Cultura (SMC), através da Diretoria do Livro, Literatura e Leitura, em um processo democrático, reuniu-se nesta segunda-feira (27/05), para a análise e escolha do Patrono e Amigo do Livro da 40ª Feira do Livro de Caxias do Sul. O colegiado composto pela Academia Caxiense de Letras, Associação dos Livreiros Caxienses (ALCA), Conselho Municipal de Políticas Culturais, Programa Permanente de Estímulo à Leitura, diretoria da Casa Cultura e a Secretária Municipal da Cultura, elegeu a Patrona Helô Bacichette e Roger Castro como Amigo do Livro para representarem o evento, auxiliando na visibilidade da Feira e na interlocução com a comunidade.

Ao receber a ligação da secretária Magali, emocionada, Heloisa agradeceu à SMC. “Eu aceito com louvores. Muito obrigada, que honra. Pra mim, é a coroação de um sonho, mas que eu devo muito à Secretaria de Cultura e a essa cidade, aos livreiros, e que fazem a história de Caxias e da Feira acontecerem todos os anos”.

Sobre as escolhas, a secretária da Cultura, Magali Quadros, destaca que “a Feira terá a honra de contar com o trabalho e a dedicação da Helô e do Roger, já costumeiros no evento, mas desta vez de forma ainda mais especial, para fazer essa feira cada vez melhor”.

Patrona: Helô Bacichette

Caxiense, é professora, com formação em Letras e Especialização em Educação do Movimento pela UCS. Pós-graduada em Literatura Infantil e Juvenil pela UCAM/RJ. Escreve, conta histórias, coordena cursos e realiza oficinas para professores e adolescentes. Foi coordenadora da Confraria Reinações Caxias, de 2009 a 2013. Fez parte da diretoria da AGES – Associação Gaúcha de Escritores (2012 a 2015). Foi coordenadora do PPEL – Programa Permanente de Estímulo à Leitura de Caxias do Sul, de 2017 a 2021. Integrou a Comissão Organizadora da Mostra Literária da Rede Recria – Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Caxias do Sul, de 2008 a 2019. Idealizadora do Projeto “Elos do Conto – Elos da Palavra”, voltado a adolescentes e crianças em situação de vulnerabilidade social. Em 2021, realizou palestra (live) e exposição de suas obras na Frankfurter Buchmesse (Brazilian Literature and Authors). Recebeu o troféu “Sou de atitude”, da Associação Criança Feliz, segmento “Formação de políticas públicas para a Infância e a Juventude”, e em 2017 recebeu o troféu “Palavra Viva”, homenagem do Sintrajufe/RS pelo conjunto da obra e pelo trabalho em prol do livro e da leitura.

Amigo do Livro: Roger Castro

É contador de histórias no Grupo Vivandeiros da Alegria, Doutor e Mestre no Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade de Caxias do Sul/RS, pesquisador com ênfase no estudo da contação de histórias, dinâmicas literárias e ludicidade. Possui graduação em Licenciatura em Dança pela Universidade de Cruz Alta/RS e Licenciatura em Pedagogia pela UNINTER (Caxias do Sul/RS). Criador e diretor do Grupo Vivandeiros da Alegria, animador cultural e palestrante em diversos municípios do país. Já atuou em mais de 50 espetáculos teatrais e montagens literárias com a criação de personagens para dinamizar as ações lúdicas e literárias, como a Dona Literata, Tertulino Brandão, Dr. Paracetamol Verissimo, Zé do Cordel e pirata Sete Histórias.

Prestes a completar quarenta anos, a Feira do Livro de Caxias do Sul, instituída oficialmente pela Lei Nº 2.828 de 11 de outubro de 1983, teve a sua primeira edição em 1984. O evento é um dos maiores do estado, reunindo autores, editoras e livrarias, e oferecendo ao público uma ampla programação de atividades, como palestras, lançamentos de livros, sessões de autógrafos, oficinas e apresentações culturais. A edição deste ano ocorrerá de 27 de setembro a 13 de outubro.

Continue lendo

Cultura

Casa de comédia de Caxias do Sul promove show com humoristas locais para arrecadar fundos para as vítimas das enchentes

Publicado em

em

Além da destinação de todo o valor da bilheteria, o espaço recebe donativos para os atingidos

Como forma de ajudar os gaúchos atingidos pelas enchentes no estado, o Polenta Comedy Club, primeira casa de comédia de Caxias do Sul, promove um show solidário com os artistas locais na noite da sexta-feira, dia 17 de maio. Todo o valor arrecadado na bilheteria do evento será destinado para as vítimas dos desastres. O espaço também estará recebendo donativos para repassar aos desabrigados.

“Trabalhar com o riso em um momento como esse não é nada fácil, mas queremos usar da nossa arte para ajudar a amenizar a dor dos nossos irmãos nesse momento, quer seja através das doações, quer seja por alguns instantes de sorriso”, expressa Diogo Severo, um dos idealizadores do projeto e um dos artistas que se apresentará no dia 17.

Além de Severo, fazem parte do elenco local do Polenta Comedy Club: Rui Barbosa, Ivangélica, Paulo Sérgio, Wellington Lescano, Gabriel Sampaio, Marlin Playhard, Edu Antunes, Dudu Vargas e Alan Hahn. Os ingressos, que são únicos e possuem diferentes valores (partindo de 10 reais + taxas), podem ser adquiridos pelo Sympla. Caso haja lotação máxima, a equipe pretende abrir mais sessões da apresentação.

Os shows nacionais que estavam programados para acontecer neste mês na casa de comédia foram adiados. As novas datas serão anunciadas nas redes sociais do Polenta Comedy Club (@polentacomedy).

PROGRAME-SE:
O quê: Show Solidário com comediantes locais
Quando: dia 17 de maio (sexta-feira), às 20h45min
Onde: no Polenta Comedy Club (Rua Marechal Floriano, 1083 – entrada pelo portão da garagem)
Ingressos: pelo Sympla (https://abre.ai/showsolidariopolenta)

CRÉDITOS DAS FOTOS: Polenta Comedy Club

Continue lendo